sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Shaquille O'Neal é homenageado pelo Miami Heat

Camisa 32 de O'Neal é aposentada pelo Miami Heat
(foto: AFP)

Vocês me vêem falar aqui o tempo inteiro praticamente só de futebol - mas isto não significa que eu não aprecie outros esportes. Pelo contrário: há outras modalidades que eu gosto de acompanhar sempre quando possível. E o basquete é uma delas.
E um fato marcante certamente vale ser postado por aqui: o ex-jogador Shaquille O'Neal recebeu uma homenagem emocionante na madrugada desta sexta-feira (23/12), por parte de uma das equipes defendidas por ele em sua carreira na NBA (a liga norte-americana de basquete).
O Miami Heat - time que O'Neal defendeu entre 2004 e 2008, e a qual ajudou a ser campeã na temporada 2005/2006 - aposentou a camisa de número 32, usada pelo ex-jogador, que atuava como pivô.
Antes disso, uma outra equipe já havia aposentado uma camisa usada por O'Neal: o Los Angeles Lakers, que não usa mais o número 34, que era do ex-pivô.

A homenagem a Shaquille O'Neal foi realizada, curiosamente, no dia em que o Miami Heat recebeu a equipe do Los Angeles Lakers, em partida válida pela fase de classificação da NBA - a cerimônia se deu no intervalo da partida.

E logo de cara, a cerimônia teve uma surpresa: uma réplica de um caminhão, dirigida pela mãe do ex-jogador, entrou na quadra da AmericanAirlines Arena, em Miami (EUA), e levou o público ao delírio.
Trata-se de uma alusão ao fato de que a apresentação do pivô como reforço do Heat, em 2004, aconteceu em cima de um caminhão.
Na ocasião, O'Neal prometeu trazer um título para a franquia da Flórida - o que, de fato, aconteceu, em 2006.
Quem trouxe Shaq - como O'Neal também era conhecido - para o Miami foi o então técnico Pat Riley, hoje presidente do time, que, durante seu discurso na cerimônia de homenagem, frisou a importância de O'Neal para o crescimento da equipe e para a conquista do campeonato de 2005/2006 - o primeiro da história do Miami Heat.
Visivelmente emocionado, Shaq agradeceu a seus companheiros na época, e confessou não ter acreditado que sua camisa seria aposentada pelo Heat.

Shaq durante discurso: o homenageado da noite em Miami
(foto: AFP)
Shaquille O'Neal não é o primeiro jogador a ter a camisa aposentada pelo Miami Heat. Antes dele, Alonzo Mourning (que usava o número 33) e Tim Hardaway (que usava a 10) tiveram seus mantos aposentados pelo Heat.
Este é um costume tradicional das equipes da NBA - sempre que algum jogador faz história dentro de uma equipe, posteriormente, ele tem seu número aposentado. Nenhum outro jogador, então, pode usar aquele número em sua camisa.

Na quadra, o Miami Heat disputou uma partida apertada contra o Lakers - de início, o Heat ficou atrás no placar, nos dois primeiros quartos do jogo, a equipe de Los Angeles foi superior.
Mas, com uma boa reação a partir do terceiro quarto, os donos da casa fizeram valer seu mando de quadra e terminaram a partida vencendo por 115 a 107.
Destaque para as atuações de Hassan Whiteside, que foi um dos maiores pontuadores do Heat (23 pontos) e de Justise Winslow, que fez um duplo-duplo: 23 pontos e 13 rebotes - e de quebra, ainda fez três assistências.

No pano de fundo da homenagem a Shaq, Heat bateu o Lakers
em jogo equilibrado (foto: AFP)

Shaquille O'Neal é um grandes nomes da história da NBA, constando na lista dos 50 maiores jogadores de todos os tempos da liga - ao lado de lendas como Michael Jordan, Magic Johnson e outros.
Tornou-se profissional em 1992, e ao longo da carreira, defendeu seis equipes: Orlando Magic (de 1992 a 1996), Los Angeles Lakers (1996-2004), Miami Heat (2004-2008), Phoenix Suns (2008-2009), Cleveland Cavaliers (2009-2010) e Boston Celtics (2010-2011).
Foi campeão da NBA por quatro vezes: três com o Los Angeles Lakers (2000, 2001 e 2002) e uma com o Miami Heat (2004), além de conquistar uma medalha de ouro com o time dos EUA na Olimpíada de Atlanta (1996). Isso entre diversas outras conquistas.
Mas realmente... o cara era um monstro com a laranjinha nas mãos. E esta homenagem é, sem dúvida, merecida.
(O bacana de países como os EUA é isso: eles sempre fazem questão de lembrar e de dar valor a seus ídolos...)

Shaq durante sua passagem pelo Heat: o craque conquistou
quatro NBAs em sua carreira (foto: Reprodução)


(Fontes: Sportv, ESPN)


Nenhum comentário:

Postar um comentário