terça-feira, 6 de dezembro de 2016

48º Toyo Matsuri: confira como foi o Festival Oriental da Liberdade

48º Toyo Matsuri (fotos: Daniel Ramos)

Fui conferir a 48ª edição do Toyo Matsuri, que aconteceu neste último final de semana (03 e 04/12) na Liberdade.
O evento marca o início das comemorações de fim de ano no tradicional bairro oriental de São Paulo e é realizado pela ACAL (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), sempre no início de dezembro.
Segundo seus organizadores, é uma forma de agradecer aos comerciantes e frequentadores da Liberdade pelas conquistas ao longo do ano.


Uma das principais preocupações da organização do evento era com a faixa especial de pedestres instalada dias antes pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) em parte da Rua Galvão Bueno.
Aparentemente, não houve grande influência na circulação de pessoas na área do evento - mas a tal faixa causou uma certa estranheza no visual da paisagem.

A faixa verde da rua Galvão Bueno: estranheza na paisagem
da Liberdade

Como de costume, a maioria das atrações mais tradicionais foram apresentadas no sábado - em especial, grupos de dança folclórica - como o Awa Odori Represa, que é um grupo que gosto muito de ver - e também de taiko.
Pela segunda vez na história do evento, foi realizada a Parada Taiko, que reúne, de uma vez só, vários grupos que mantém a tradição dos tambores japoneses.

Awa Odori Represa

Parada Taiko

Na abertura oficial, foi realizado um ritual xintoísta, com a participação de autoridades nikkeis. No palco, antes dos discursos, foi respeitado um minuto de silêncio, em memória de jornalistas, dirigentes e atletas da Chapecoense, mortos em um desastre aéreo na semana passada.
Uma faixa de luto também foi deixada no palco, onde aconteceram as apresentações.

Autoridades fazem um minuto de silêncio em homenagem aos mortos
na tragédia da Chapecoense

Neste ano, o Toyo Matsuri também contou com uma atração internacional: o grupo musical Treasure Garden, que veio do Japão.
No sábado, eles realizaram uma apresentação que teve, ainda, a participação especial do grupo de taiko Requios Gueinou Doukoukai.

Treasure Garden: atração internacional

Apresentação conjunta do Treasure Garden com o Requios
Gueinou Doukoukai

Cantores nacionais também estiveram presentes no palco do evento, como o sempre presente Joe Hirata, Kaori Kanegawa e Teddy Shigueyama.
Por conta da forte chuva que caiu no final da tarde do sábado, algumas apresentações foram canceladas, como as dos cantores Ricardo Nakase e Diogo Miyahara.

Joe Hirata foi um dos cantores que se apresentaram
no palco do Toyo Matsuri

Além de tudo isto, apresentações de artes marciais tradicionais do Japão, como ninjutsu, aikido e karate, também passaram pelo palco do Toyo Matsuri.

Demonstração de ninjutsu

No domingo, boa parte das atrações foi dedicada especialmente ao público mais jovem. Uma novidade da edição deste ano do Toyo Matsuri foi o desfile cosplay, realizado pela primeira vez no evento.
Além disso, para os mais novos, shows com os astros mirins Ryu Murakami e Naoki Takeda, e para os fãs de cultura pop, apresentações especiais das bandas Elísios e J-Rox.

Esse é um daqueles eventos que indica que o ano já está acabando... e como passou rápido, não?
Ano Novo Chinês, Festival do Japão, Okinawa Festival, tantos outros eventos, Olimpíadas... e, claro, foi o ano de estreia deste blog.
Ainda tem coisa pra acontecer em 2016 - afinal, falta menos de um mês pro ano acabar. O último evento do ano será realizado também na Liberdade: o Moti Tsuki Matsuri, realizado pela ACAL sempre no último dia do ano.
Enfim... é tempo de refletir e de agradecer pelas coisas boas que vieram neste ano. E não foram poucas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário