quarta-feira, 2 de março de 2016

Libertadores em Foco: como estão os brasileiros na fase de grupos


Danilo em ação contra o Cobresal (CHI): Timão entra em campo nesta quarta
na Arena Corinthians (foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Gente... a fase de grupos da Libertadores está rolando solta... e ainda não escrevi uma linha sequer a respeito!
Também... a correria com as fotos do Ano Novo Chinês e da convocatória do Matsuri Daiko me consumiram tempo. Mas enfim... é hora de compensar tudo isso.
Hoje e amanhã, teremos brasileiros em campo nesta fase da competição, todos jogando em casa: o Corinthians recebe o Santa Fé (COL) na Arena, da mesma forma que o Grêmio encara em Porto Alegre a LDU (EQU); e amanhã, o Palmeiras enfrenta o Rosario Central (ARG) no Allianz Parque.
Enquanto esses confrontos não chegam, vou dar uma pequena recapitulada nas atuações dos brasileiros nesta fase de grupos da Libertadores - e também falar um pouco sobre como os times que entram em campo hoje chegam para seus confrontos.
Então, vamos nessa?


Começando pelo meu querido Corinthians, que enfrenta logo mais o Independiente Santa Fé em Itaquera.
Na estreia, o Timão teve um jogo duro contra o Cobresal (CHI) fora de casa, jogando em uma pequena cidade no meio do deserto do Atacama, no Chile.
Mas um gol contra do zagueiro da equipe chilena deu a vitória ao Timão, quase no finalzinho do jogo.

Para a partida de hoje, o Corinthians conta com um reforço importante: a volta do goleiro Cássio, recuperado de uma lesão na coxa.
Como todos sabem, o Corinthians ainda é uma equipe em formação, e o próprio técnico Tite prevê um jogo complicado contra o Santa Fé, chegando inclusive a pedir paciência para a torcida.
Vale lembrar que o time colombiano conta com jogadores que podem fazer a diferença, como o atacante Ibarguen e o zagueiro Mina, bom em jogadas aéreas.
Ou seja: o alvinegro terá de entrar em campo com os olhos bem abertos.

Cássio retorna ao gol do Timão na partida contra o Santa Fe (COL), logo mais
(foto: Reprodução/meutimao.com.br)

Quem vive uma situação mais complicada é o Palmeiras. Logo na estreia, também fora de casa, o Verdão empatou em 2 a 2 com o surpreendente River Plate (URU), que eliminou a equipe do Universidad de Chile na primeira fase e se credenciou para a fase de grupos.
O alviverde chegou a estar à frente do placar duas vezes, mas os uruguaios foram buscar o empate.

E o clima nos bastidores do Verdão não é dos melhores. O time não tem feito boas partidas, por exemplo, no Paulistão, onde perdeu em casa na última rodada para a Ferroviária - o que colocou sob pressão o técnico Marcelo Oliveira, campeão da Copa do Brasil com o alviverde.
Amanhã, um bom resultado diante do Rosario Central pode ser crucial para a permanência do treinador no cargo - do contrário, as coisas podem se complicar ainda mais.



Marcelo Oliveira, técnico do Palmeiras: cargo ameaçado
(foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)

O Grêmio não começou bem a fase de grupos da Libertadores. Jogando fora de casa, o Tricolor Gaúcho caiu diante do Toluca (MEX) por 2 a 0.
Vale lembrar que o Grêmio está em uma chave complicada, que além dos mexicanos, tem o San Lorenzo (campeão de 2014) e a LDU, o adversário de hoje.
Outro confronto que promete ser duro - mas o Tricolor precisa da vitória, para não ter que se preocupar mais adiante na competição.

Para esta partida, o Grêmio pode contar uma novidade: o recém-contratado meia-atacante equatoriano Miller Bolaños, que pode começar o jogo contra a LDU como titular.



O equatoriano Bolaños pode estrear hoje com a camisa do Grêmio
(foto: Luciano Leon/Agência Estado)

Quem tem se saído melhor na competição é o Atlético-MG. Logo na estreia, o Galo conquistou uma vitória importante contra o Melgar (PER), fora de casa, por 2 a 1.
E no último dia 24/02, já na segunda rodada, o Atlético bateu o Independiente Del Valle (EQU) no Independência por 1 a 0, com direito a casa cheia e também a estreia do atacante Robinho (ex-Santos).

Com essas duas vitórias, o Galo lidera seu grupo, o grupo 5, com 6 pontos.

Robinho (à esq) estreou pelo Galo contra o Del Valle (EQU)
(foto: Bruno Cantini/Flickr Atlético-MG)

E por fim, quem está em uma situação complicada é o São Paulo. Logo na estreia, o Tricolor Paulista perdeu em casa para o The Strongest (BOL) por 1 a 0.
E para complicar ainda mais a situação do Tricolor, o River Plate (ARG), atual campeão da competição, goleou o Trujillanos (VEN) fora de casa por 4 a 0.
O River é justamente o próximo adversário do São Paulo - e como desgraça pouca é bobagem, o jogo será em Buenos Aires, no Monumental de Nuñez, no próximo dia 10/03. Parada duríssima para o Tricolor, que vai precisar de um bom resultado para se manter vivo na competição, e também melhorar o clima nos bastidores do clube, que não tem sido dos melhores.

O São Paulo se deu mal na estreia contra o The Strongest
(foto: Marcos Ribolli/globoesporte.com)

Basicamente, é isso. Vou continuar de olho em tudo o que acontece na competição continental - e, dentro do possível, estarei postando por aqui.
Continuem ligados aqui no Em Foco... e vamos torcer por boas atuações dos brasileiros!
Pra quem vocês estão torcendo? Deixem seus comentários!


(Fontes: globoesporte.com, Fox Sports)

Nenhum comentário:

Postar um comentário